segunda-feira, 17 de março de 2014

EXTRA ! EXTRA ! Jornal do Brasil - 26/02/1982 - Império Serrano Campeã do Carnaval de 1982.

As atuais dificuldades encontradas pela nossa querida verde e branco de Madureira, que não consegue voltar ao Grupo Especial apesar de desfiles dignos e alegres, como os dois últimos realizados pelo Grupo de Acesso, faz termos saudades de um passado glorioso.
E como "recordar é viver", vejam a capa do saudoso "Jornal do Brasil", anunciando no dia 26 de fevereiro de 1982 o nono título imperiano no grupo principal, com seu antológico desfile do enredo "Bumbum paticumbum prugurundum".

Uma saudade bem imperiana !!!

terça-feira, 11 de março de 2014

Ala Heróis da Liberdade - Império Serrano 2014.

Em 31 anos de Império Serrano, pela primeira vez tive o privilégio de desfilar na tradicional ala "Heróis da Liberdade", com a fantasia 'O Aqueduto". Gostaria de agradecer ao Ricardo Wandeveld da Ala Ricca por me recomendar esta ala e ao Nilton pela agradável receptividade e simpatia com que fomos acolhidos na concentração da Marquês de Sapucaí.




Fotos: Ala Heróis da Liberdade 2014 (Fonte: Acervo Pessoal Tarcísio Vascão).
 
Em breve novas postagens sobre o bom e digno desfile imperiano de 2014.
 
 

quinta-feira, 27 de fevereiro de 2014

A coroa imperial viverá para sempre ( por Aydano André Motta).

O passo preciso, em câmera lenta, no ritmo estrito do samba, a exata medida da elegância mais carioca, invadiu o palco do espetáculo e a alma da plateia. A magia que subia pelas paredes, movida por uma coleção impressionante de preciosidades musicais, ganhou forma e movimento, motivando apropriada chuva de aplausos. Predicados de bamba — no caso, Aluisio Machado, santidade carnavalesca em verde e branco, cores do seu Império Serrano, instituição inegociavelmente necessária à nossa grande festa.

A cena se deu diante de centenas de sortudos que estavam no Imperator, na noite da terça-feira, para o “Carnaval histórico”, celebração criada pelo parceiro Leonardo Bruno e promovida anualmente pelo “Extra”. Convidado para se apresentar como um dos poetas imperianos, o autor (com Beto Sem Braço) de “Bumbum paticumbum prugurundum”, hino do último título da escola, em 1982, desfilou o gingado para delírio do público. No bojo, ratificou a importância do Império Serrano para a cultura carioca.

Além de Aluisio, a noite foi consagrada a Silas de Oliveira, Mano Décio da Viola, Dona Ivone Lara e Arlindo Cruz, todos compositores da verde e branco da Serrinha. Com o gancho da efeméride do cinquentenário de “Aquarela brasileira”, passou pela excelente casa noturna do Méier uma coleção magistral de sambas — “Heróis da liberdade”, “Cinco bailes da história do Rio”, “A lenda das sereias, rainhas do mar”, “Eu quero”, “Império do divino”, entre muitos outros —, cantada em coro pela plateia embevecida. Além dos ouvidos, os olhos foram premiados por imagens valiosas de carnavais passados, preto e branco mágico que iluminou um tempo glorioso da escola.

Para confirmar, uma representante daqueles dias surgiu majestosa em sua cadeira. Dona Ivone Lara, a primeira mulher a compor samba-enredo — autora (com Silas e Bacalhau) de, simplesmente, “Cinco bailes”, um dos mais espetaculares hinos de todos os carnavais. A grande dama, 91 anos, cantou com a voz inacreditavelmente firme, sem perder o ritmo, como convém aos da Serrinha.

Arlindo Cruz, o homenageado pop, recebeu o parceiro portelense Zeca Pagodinho e fez com ele um trio iluminado, quando Aluisio Machado entrou, no seu passo de bamba. No show solo, o autor de “O meu lugar” repetiu o ritual de atirar toalhinhas para a plateia em êxtase, a versão sambista das rosas de Roberto Carlos.

Antes, passaram baianas, mestre-sala e porta-bandeira e a Sinfônica do Samba, a bateria com os lendários agogôs, numa apoteose que mostrou a força da arte imperiana. Nenhum ser humano consegue ficar imune à magia que vem da Serrinha.

Falta, apenas, combinar com a vida real, muito além das fronteiras da noite no Imperator. Dono de nove títulos na elite do samba (e outros três no Acesso), o Império padece há cinco carnavais na segunda divisão da folia, metido em endêmicas dificuldades orçamentárias. Em 2014, sequer realizou seus ensaios de sábado à noite — um dos grandes programas da temporada pré-desfile —, por falta de orçamento. A nova tentativa de voltar ao Grupo Especial — o seu lugar por direito — se aproxima num clima de incerteza.

Tomara que dê certo. Porque não se pode esquecer o mais importante: triste da festa que prescinde da magia do Império Serrano.

Viva a coroa imperial!
---------------------------------------------------------------------------------------------------
Veja mais, visitando o blog Chope do Aydano.

sexta-feira, 21 de fevereiro de 2014

A Escola dos Sambas Imortais.

As páginas do jornal "O Globo" estão fazendo mais  uma enquete sobre os melhores sambas de todos os tempos.  E especialistas no assunto realizaram uma pré-seleção dos 10 melhores.
Entre os 10 melhores, simplesmente 4 do Império Serrano.
São eles:
1- Aquarela Brasileira.
2- Cinco Bailes da História do Rio.
3- Heróis da Liberdade.
4- Bum bum paticumbum prugurundum.

Dificilmente um dos quatro será eleito o melhor, devido à pulverização dos votos imperianos entre suas quatro obras primas, mas vale a pena fazer a difícil escolha entre eles.
Visite "O Globo" e escolha a sua opção.

Quando se fala em Samba de Enredo, seu sinônimo de qualidade chama-se Império Serrano !!!

segunda-feira, 17 de fevereiro de 2014

Momento Histórico - Dona Ivone Lara, nossa "mãe baiana mãe".

Buscando inspiração para o desfile imperiano de 2014, nada melhor do que relembrar momentos históricos da nossa Império Serrano. E vasculhando arquivos encontramos uma foto da nossa eterna compositora Dona Ivone Lara, desfilando como a grande destaque do enredo "Mãe baiana mãe" de 1983.
Foto: Império Serrano 1983 - (fonte:Jornal Extra).

Vejam o texto completo publicado no jornal carioca - Jornal Extra.

Quem é grande nunca perde a majestade, ainda mais tendo a Coroa Imperial, vamos voltar Império !

segunda-feira, 3 de fevereiro de 2014

Morre Sebastião Molequinho.


Sebastião de Oliveira, o Molequinho, morreu neste sábado aos 93 anos. Ele era presidente de honra do Império Serrano e último remanescente do grupo que fundou a escola em 23 de março de 1947.
Na casa da família de Molequinho, que é irmão de Tia Eulália e Tia Maria do Jongo, foi montada a primeira sede do Império. O outro irmão, João de Oliveira, foi o primeiro presidente e em seu mandato veio o primeiro título da escola, em 1948.
Molequinho foi presidente do Império em 1959, 1969 e 1970. Ele estava afastado da Sapucaí devido à sua idade.
Obrigado Molequinho, que Deus te abençoe !

sexta-feira, 17 de janeiro de 2014

Tributo à Aniceto do Império Serrano.

Vídeo imperdível sobre a vida de um dos mestres fundadores do G.R.E.S. Império Serrano.


Fonte: CULTNE - Youtube.

terça-feira, 7 de janeiro de 2014

sexta-feira, 3 de maio de 2013

Império Serrano - Tradição do Estandarte de Ouro.

 Mantendo sua tradição de ser uma das mais premiadas agremiações da história do prêmio "Estandarte de Ouro", do jornal "O Globo", a nossa Império Serrano recebeu em 2013 o prêmio de Melhor Escola de Samba do Grupo de Acesso.

 Foto: Representantes imperianos recebendo o "Estandarte de Ouro 2013" (Fonte: Jornal O Globo).

Amplie a foto abaixo e leia os detalhes de nossa premiação.

Foto: Matéria falando sobre a premiação (Fonte: Jornal O Globo).

Parabéns Nação Imperiana ! Parabéns Serrinha !